Conheça os Arautos
Mensagem do Pe. Alex

Archive for the ‘A expansão’ Category

A expansão dos Arautos

Obra do Sagrado Coração de Jesus e Maria JESUS E MARIA
A festa da Cátedra de Pedro, 22 de fevereiro, passou a ser a data máxima dos Arautos do Evangelho. Nesse dia, em 2001, a Associação recebeu a aprovação pontifícia, tornando-se, no dizer do Cardeal Jorge Mejía, “o braço do Papa”.

O 4º aniversário desse inestimável dom foi celebrado nos mais de 50 países onde atuam os Arautos. Destacamos Monsenhor_Joao Claabaixo a expressiva mensagem do Fundador da Associação, Monsenhor João Clá Dias, lida em todas essas comemorações:

“Não há, humanamente falando, quem consiga abarcar toda esta obra que, após sua aprovação pontifícia, foi assistida por uma verdadeira explosão de crescimento. Eu mesmo, enquanto fundador e presidente desta instituição, posso assegurar que da minha cabeça e do meu coração não saiu tanta beleza, pois me sinto incapaz de abarcar tudo com meus curtos braços e minhas pequenas mãos! De onde teria surgido toda esta maravilha? De um coração sagrado: o Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria. Digo um só coração, porque São João Eudes unia esses dois corações em um só. Sim, foi do Sagrado Coração de Jesus e Maria que correu este caudaloso rio de realizações.”

(Revista Arautos do Evangelho, Abril/2005, n. 40, p. 26-27)

Uma instituição que cresce em número e fervor

Vindos dos mais diversos estados e nações, os 2.500 participantes do IV Congresso lotaram o auditório do Centro de Convenções do Hotel Gran Meliá, em São Paulo

Vindos dos mais diversos estados e nações, os 2.500 participantes do IV Congresso lotaram o auditório do Centro de Convenções do Hotel Gran Meliá, em São Paulo

Uma instituição consolidada e pujante, a dos Cooperadores dos Arautos do Evangelho. Foi o que puderam constatar com alegria os 2500 participantes do IV Congresso Internacional por eles realizado dias 25 a 27 de fevereiro de 2005.


“Não tenho palavras para exprimir o que sinto!” … “Estou maravilhada com tudo!” … “Estes são dias de preparação para o Céu!” … “Nem sei dizer do que estou gostando mais!”
Exclamações como essas eram ouvidas a todo instante, em vários idiomas, nos corredores, nas mesas durante as refeições e até mesmo nos elevadores do Centro de Convenções do Hotel Gran Meliá, em São Paulo.
Durante a Missa inaugural, celebrada por Dom Salvador Piñeiro, Bispo castrense do Peru, 150 novos Cooperadores fizeram a consagração a Nossa Senhora.
Missa quotidiana, bênção com o Santíssimo Sacramento e adoração permanente: a Eucaristia não deixou de presidir o Congresso nem um só instante

Missa quotidiana, bênção com o Santíssimo Sacramento e adoração permanente: a Eucaristia não deixou de presidir o Congresso nem um só instante

Palestras acompanhadas de representação teatral, atos de piedade, concertos musicais, círculos de estudo, trataram de temas profundos de formação espiritual, procurando incutir nos participantes um desejo sério de dedicação e de santificação.

O ponto alto do evento foi a Eucaristia comemorativa do 4º aniversário da aprovação pontifícia dos Arautos, presidida por Dom Cláudio Hummes, Cardeal Arcebispo de São Paulo, cujas ardorosas palavras encorajando à evangelização reproduzimos mais à frente.

Teatro a serviço da evangelização

Impressionaram de modo marcante duas peças teatrais: uma sobre o vício da inveja que tanto prejuízo traz à vida espiritual; e outra sobre a necessidade da vigilância e da oração em todas as circunstâncias. “Não consegui conter as lágrimas. Chorei mesmo! Nunca imaginei que a inveja pudesse levar as pessoas a tais extremos de ódio”, comentou um

Bem preparadas, as encenações são excelentes meio  de apostolado

Bem preparadas, as encenações são excelentes meio de apostolado

assistente. Um sacerdote, a propósito do método utilizado, acrescentou: “Aqui está a fórmula para a nova evangelização”.

E uma Cooperadora de Belém do Pará assim se expressou: “A encenação teatral das moças gravou a fogo em minha alma o problema do mal que há dentro de cada um de nós. Se a pessoa não vigia e ora, o mal cresce dentro dela e transborda para a vida de família, depois para a vida social, em verdadeiras revoluções”.

Desejo de dedicar-se mais

Na sessão de encerramento, Mons. João Clá revelou aos congressistas o “segredo” que está por trás do modo de ser e da atuação dos integrantes desta Associação de Direito Pontifício: a prática, em todas as suas conseqüências, da consagração à Santíssima Virgem como escravos de amor, segundo o método ensinado por São Luís Maria Grignion de Montfort.

Círculos de estudos

Círculos de estudos

O testemunho de Da. Miriam Rodrigues, de Belo Horizonte, mostra como as palavras do conferencista ecoaram profundamente nos ouvintes: “Conversando com meu marido, estávamos à procura do meio de nos darmos mais a Nossa Senhora, muito além de uma consagração escrita no papel.

O meu coração, há muito tempo, sente esse desejo de dedicar-se mais à Igreja, junto com os Arautos do Evangelho, conforme nossa consagração à Virgem Maria”.

Causou sensação a entusiasmada delegação de Moçambique. Com voz sonora, sua representante, Da. Filomena Cumba, pronunciou em seu idioma pátrio um breve discurso enaltecendo o apostolado dos Arautos em seu país e

Cento e cinquenta novos cooperadores

Cento e cinquenta novos cooperadores

convidando João Clá Dias a visitá-lo para, a partir de lá, conquistar toda a África.

Em seguida, um casal de vietnamitas encantou a todos recitando em sua língua natal o Pai Nosso e a Ave Maria.

E o representante do Paraguai conclamou todos os congressistas a uma missão: “Temos um compromisso real de, retornando cada qual à sua cidade, darmos testemunho daquilo que vivemos aqui, para multiplicar e encher o mundo de Arautos do Evangelho. Esta é nossa missão”.

“Vivemos aqui um verdadeiro Tabor”

Mais de trinta jovens e adultos  receberam o Sacramento da Confirmação de  D. Salvador Piñeiro

Mais de trinta jovens e adultos receberam o Sacramento da Confirmação de D. Salvador Piñeiro

O final do Congresso foi marcado por uma explosão de júbilo e entusiasmo, durante o concerto oferecido pelo Coro e Orquestra Internacional dos Arautos do Evangelho. Era tal a alegria do convívio e da benquerença geral que uma senhora testemunhou com estas palavras como tudo lhe tinha tocado a fundo o coração: “Se não fosse o dever de implantar no mundo o Reino do Imaculado Coração de Maria, eu pediria licença para construirmos tendas e ficarmos para sempre aqui”. E um sacerdote mineiro comentou: “Vivemos aqui um verdadeiro Tabor!”

Na secção de encerramento, compuseram a mesa o Fundador dos Arautos, um representante de Portugal, um do Vietnã, uma de Moçambique, e um da Holanda. Significativa amostra da variedade de nações representadas no evento

Na secção de encerramento, compuseram a mesa o Fundador dos Arautos, um representante de Portugal, um do Vietnã, uma de Moçambique, e um da Holanda. Significativa amostra da variedade de nações representadas no evento

(Revista Arautos do Evangelho, Abril/2005, n. 40, p. 20 à 23)