Conheça os Arautos
Mensagem do Pe. Alex

Archive for the ‘Confirmada a Aprovação’ Category

Celebrações na Basílica de Santa Maria Maior

 

Basilica Santa Maria Maior_1
 
As comemorações em Roma tiveram seu ponto alto em duas Missas solenes celebradas na famosa Basílica de Santa Maria Maior, uma em 23 de fevereiro, outra no dia 27, ambas presididas pelo Cardeal Bernard Francis Law. 
  
“A Igreja se identifica de modo substancial com esse movimento”   

 Na homilia da primeira, um dos concelebrantes, o Arcebispo Karl Joseph Romer, Secretário do Pontifício Conselho

Missa comemorativa celebrada no altar de Nossa Senhora Salus Populi Romani; à esquerda, o cortejo de entrada

Missa comemorativa celebrada no altar de Nossa Senhora Salus Populi Romani; à esquerda, o cortejo de entrada

para a Saúde, acentuou o significado profundo dessa confirmação da aprovação pontifícia.    

Eis suas palavras iniciais:   

Alegria pelo quinto aniversário da aprovação desse grande movimento dos Arautos do Evangelho. Dando essa aprovação, a Igreja, que é o Corpo Místico de Cristo, não apenas exteriormente aprova uma realidade, dizendo que esse movimento em nada se opõe à doutrina da Igreja, nem ao ideal de santidade, mas também quer significar que a própria Igreja se identifica de modo substancial com esse movimento. A Igreja vê nos Arautos uma forma — não a única nem também a essencial ou necessária — mas uma forma real, verdadeiramente recomendável, de viver a fidelidade e a santidade da Igreja.    

Em face da verdadeira alegria deste quinto aniversário da aprovação pontifícia, a Igreja está representada em vós, Arautos, a Igreja se identifica convosco, a Igreja vê em vós uma presença autêntica da espiritualidade do Evangelho, uma força apostólica no mundo, uma luz de Cristo sofredor e ressuscitado para os crentes e para todos aqueles que O glorificam.   

 “Aqui em Roma, sua casa é a Basílica de Santa Maria Maior”

Na segunda Eucaristia, o CardealLaw convidou o Mons. João Clá Dias e os demais Sacerdotes Arautos presentes em
Dom Karl Romer, durante a homilia

Dom Karl Romer, durante a homilia

Roma para concelebrarem com ele no Altar Papal.    

No início da homilia, o Cardeal assim se referiu aos Arautos:

Sou um dos conhecidos dessa Associação. Estão aqui em Roma com seu Fundador, o Mons. João Clá, para comemorar a confirmação do reconhecimento pontifício e também o 5° aniversário do momento muito especial em que o Papa João Paulo II deu a aprovação a seu Instituto. 

Os Arautos fazem um apostolado imenso e são uma expressão nova na Igreja. Eles têm sua origem no Brasil e estão presentes hoje em 57 países diferentes, com mais de cinco mil membros. Essa Instituição é uma semente do Espírito Santo plantada na Igreja. 

O Cardeal Law celebrando no Altar Papal e fazendo sua brilhante homilia

O Cardeal Law celebrando no Altar Papal

Eles assumiram um forte compromisso de promover a devoção mariana, e por essa razão têm como sua casa, aqui em Roma, esta Basílica de Santa Maria Maior. Promovem também a devoção à Eucaristia e à Cátedra de Pedro. São três elementos essenciais da fé católica.  

Obrigado por sua presença, Monsenhor João Clá, e aos Arautos que nos ajudam na Liturgia.  

  (Revista Arautos do Evangelho, Abril/2006, n. 52, p. 30-31)

Confirmada a aprovação pontifícia

DECRETONo dia 22 de fevereiro, Festa da Cátedra de São Pedro, o Presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, Dom Stanisław Ryłko, recebeu no Vaticano o Mons. João Clá Dias, a fim de lhe fazer a entrega do Decreto que confirma o reconhecimento pontifício dos Arautos do Evangelho e aprova definitivamente os seus Estatutos.

Confirmação e novo incentivo

Dom Ryłko explicou de forma clara o significado mais profundo desse Decreto: “Cinco anos após o reconhecimento pontifício dessa Associação, a Santa Sé deseja aprovar de modo definitivo os Estatutos dos Arautos do Evangelho. Não se trata de uma mera formalidade jurídica,D. RYLKO - MONS JOAO_A mas de uma confirmação do caminho percorrido nesses anos, e de um novo incentivo para seguir adiante, com dedicação e empenho apostólico ainda maiores. Considero muito importante esse novo incentivo, pois é uma ocasião para analisar tudo quanto foi feito, agradecer ao Senhor e renovar nossos bons propósitos para continuar a evangelização”.      

Arautos Sacerdotes, sinal inequívoco de progresso

Dom Ryłko quis ainda ressaltar as novas realidades dentro da Associação: “Recebemos com grande alegria as  

D. Rylko explica o significado mais profundo da confirmação da aprovação pontifícia

D. Rylko explica o significado mais profundo da confirmação da aprovação pontifícia

notícias referentes às primeiras ordenações sacerdotais de Arautos do Evangelho.

Para o nosso Dicastério, isso foi um sinal inequívoco da elevada temperatura da vida interior e do desenvolvimento do carisma da Associação. Temos grande empenho em que essa realidade encontre sua figura jurídica ideal”

                                                     * * *

O ato contou com a presença do Capo Ufficio (Chefe de Escritório) do Pontifício Conselho para os Leigos, Mons.

Miguel Delgado, e do primeiro Assistente Espiritual dos Arautos, Pe.Giovanni d’Ercole.

D. Stanislaw Rylko faz a entrega do Decreto pelo qual a Santa Sé confirma a aprovação pontifícia à Associação Arautos do Evangelho

D. Stanislaw Rylko faz a entrega do Decreto pelo qual a Santa Sé confirma a aprovação pontifícia à Associação Arautos do Evangelho

Na mesma ocasião, Mons. João Clá entregou o relatório de atividades dessa Associação no ano de 2005.

                      Congratulações do Santo Padre

Em nome de Bento XVI, Dom Leonardo Sandri, substituto da Secretaria de Estado, escreveu ao Fundador dos Arautos estas significativas palavras de encômio: Com uma amável carta de 23 de janeiro passado, o Sr., em união com os Sacerdotes e em nome de todos os membros de sua Associação, após haver recebido a jubilosa notícia da aprovação definitiva dos Estatutos por parte do Pontifício Conselho para os Leigos, que terá lugar no próximo dia 22 de fevereiro, Festa da Cátedra de São Pedro, quis renovar a Sua Santidade Bento XVI fervorosas expressões de veneração e de gratidão, reforçadas por especiais orações.

O Sumo Pontífice deseja manifestar-lhe cordiais reconhecimentos por esse atestado de proximidade espiritual e, ao mesmo tempo que invoca a abundância dos celestes favores sobre o serviço que os Arautos do Evangelho prestam à nova evangelização, confia cada um dos componentes do benemérito Sodalício à celeste proteção de Nossa Senhora de Fátima, e concede de coração, ao Sr. e a todos os que se uniram a esse gesto de devoção, uma especial Bênção Apostólica, propiciadora de toda a almejada prosperidade e alegria.

Aproveito o ensejo para confirmar-me com sentimentos de religiosa estima seu devotíssimo no Senhor

+ Leonardo Sandri, Substituto

(Revista Arautos do Evangelho, Abril/2006, n. 52, p. 26-27)

O paternal estímulo de Dom Lucio Renna

D RennaNa homilia da Missa comemorativa da confirmação da aprovação pontifícia dos Arautos do Evangelho, celebrada na Igreja de San Benedetto in Piscinula, o Bispo de Avezzano incentivou os Arautos a anunciar o Evangelho em todas as partes do mundo, “sobretudo pelo testemunho de vida” 

É realmente emocionante celebrar nesta igreja tão cara ao povo cristão, que transuda história de santidade, de espiritualidade, de oração, de liturgia. Aqui sentimos a presença de São Bento.

Mas a emoção torna-se ainda maior porque — junto com os membros da Sociedade Virgo Flos Carmeli e as jovens da Associação Regina Virginum, dos Arautos do Evangelho, na presença do Monsenhor João Clá, EP — celebramos os cinco anos da aprovação pontifícia e sua confirmação no dia de hoje. E também na presença, para mim verdadeiramente comovedora, de alguns sacerdotes ordenados por mim, entre os quais o nosso Monsenhor Joãol, junto com vós todos, Arautos do Evangelho. 

Estreita ligação entre a Cátedra de Pedro e os Arautos do Evangelho  
 
Essa comemoração se dá numa data muito importante, a da festa litúrgica da Cátedra de Pedro. E vejo uma ligação muita estreita entre a Cátedra de Pedro e os Arautos do Evangelho, e as associações de direito diocesano, por enquanto, reconhecidas pelo Bispo de Avezzano.

Ainda hoje o Santo Padre, dessa Cátedra cuja voz chega a todas as partes da terra, anuncia essa verdade, anuncia Cristo, ele fala como pai, como pastor, como mestre, como guia da humanidade inteira.

É exatamente sob essa luz que vejo o papel dos Arautos do Evangelho. 

Vejo-os precisamente como colaboradores do Santo Padre, dos bispos, dos sacerdotes, no anúncio dessa verdade. E Missa D Rennade fato me entusiasma ver o Evangelho ser anunciado por jovens, por pessoas leigas que percorrem o mundo para proclamar que Jesus é o Senhor. São arautos do Evangelho, arautos de Cristo. Arautos do Evangelho, portanto, nessa via que é Jesus, sobre a qual se põe o Santo Padre, com os Arautos do Evangelho na tarefa de colaborar para anunciar o Evangelho do Senhor em todas as partes da terra. 

E é mesmo um fato providencial o quinto aniversário da aprovação, hoje confirmada pela Santa Sé, ter caído nessa festa que, lembrando-nos a figura de Pedro, leva-nos a entender a grande responsabilidade que nós temos, que os Arautos têm, de anunciar o Evangelho, o qual livremente se propuseram anunciar.  

“Os Arautos do Evangelho geraram sacerdotes”
 
Anunciá-lo como? Por meio da vida, uma vida de comunidade. Mas esse anúncio não é feito só através da vida de comunidade, mas também através de várias formas de apostolado nas quais os Arautos estão empenhados.   

Mas o que, em certo sentido, enche- nos realmente o coração de emoção, de gratidão para com o Senhor é que nesses cinco anos aconteceram algumas coisas. O sacerdote é o pai que gera para a vida segundo Cristo Jesus, mas, em vez disso, aconteceu que os Arautos do Evangelho geraram sacerdotes. De onde vemos que hoje verdadeiramente há um grande motivo para dar graças ao Senhor, que iluminou o Santo Padre, iluminou  nossos confrades nas Congregações romanas, para propiciar a ordenação desse primeiro grupo de sacerdotes.  

“A quem devemos dar graças?”
 
A quem devemos dar graças? De modo absoluto ao Senhor, porque o Espírito Santo esparge carismas na Igreja e, nessa época de sonolência espiritual, faz surgir esses grupos, esses movimentos, essas comunidades que são sinais de um renovado fervor.   

Devemos dar graças também ao Santo Padre, o qual, guiado pelo Espírito de Deus, disse: “Bem, dou-lhes a aprovação pontifícia”. E devemos dar graças ainda a todas as pessoas boas que nos ajudam a entender, a discernir qual é a vontade de Deus.

Nesse agradecimento coloquemos todas as pessoas que ajudaram: a figura tão paterna de Mons. Angelo di Pasquale; todos aqueles que deram apoio nas Congregações romanas, representados aqui por Mons.

Na Igreja de San Benedetto in Piscinula, D. Lucio Renna ladeado pelo Pe. Romolo Mariani e Mons. João Clá

Na Igreja de San Benedetto in Piscinula, D. Lucio Renna ladeado pelo Pe. Romolo Mariani e Mons. João Clá

Guimarães; todos aqueles que, de várias maneiras, colaboraram na formação espiritual, representados aqui pelo nosso caríssimo Pe. Romolo; os Arautos, leigos e sacerdotes, homens e mulheres, de modo especial aqueles que com sua assistência litúrgica deram às nossas celebrações um significado de fraternidade unida no nome do Senhor.

Graças, pois, Senhor, pelo dom concedido à Igreja e ao mundo com os Arautos, para que sejam sempre verdadeiros arautos, para que sejam sempre capazes de anunciar o Evangelho, mais com as obras que com as palavras; mais, sobretudo, com o testemunho de vida.

E vos auguramos, Arautos, outros cinco anos de história, multiplicados por cinco, para o bem do povo de Deus. E estamos certos de que certamente seguireis sempre tudo quanto o Santo Padre, da Cátedra de Pedro, anunciar ao mundo, mantereis essa ligação tão estreita com o Papa, com a Igreja e com as pessoas que vos querem bem. Seguramente vós sereis, como já o sois, esplêndidos arautos do Evangelho.

Este é meu desejo e este é o agradecimento que faço ao Senhor em nome de todos.

(Revista Arautos do Evangelho, Abril/2006, n. 52, p. 28-29)